25/06/2009

ADEUS AO REI DO POP

Michael Jackson, 50 anos, faleceu nesta quinta-feira (25), às 18h26 (horário de Brasília). A informação é oficial do Hospital da Universidade da California, em Los Angeles, nos Estados Unidos.
Às vésperas de uma turnê de shows em Londres, o cantor sofreu uma parada cardíaca em sua casa, em Bel Air, e foi levado de ambulância para o hospital (cerca de seis minutos da residência). Segundo o jornal "Los Angeles Times", fontes policiais afirmaram que ele foi declarado morto pelos médicos após chegar ao hospital em coma profundo.

Na foto acima (do site "ETonline), Michael está em uma maca, amparado pelos paramédicos, ao sair de sua mansão.
As circunstâncias da morte de Jackson ainda não estão totalmente esclarecidas. O Instituto de Medicina Legal confirmou a morte por infarto. Para o Departamento de Polícia de Los Angeles, não há indícios de infrações penais. De qualquer maneira será aberta uma investigação para esclarecer o fato.
Neste momento familiares de Jackson estão chegando ao hospital. Muitos curiosos e jornalistas já estão no local para acompanhar os acontecimentos.
O socorro foi chamado às pressas à casa de Michael pouco depois do meio-dia desta quinta-feira. O capitão Steve Ruda, responsável pela equipe de resgate, afirmou que os paramédicos da ambulância verificaram que o cantor não estava respirando, e foi realizada uma massagem cardíaca em Michael dentro do veículo de socorro.
Joe Jackson, pai do cantor, deu uma entrevista ao site "TMZ" declarando que o estado de saúde do filho não era nada bom.
A turnê de shows do astro do pop em Londres foi adiada. Muito se especulou a respeito da saúde do cantor, principalmente quando o jornal "The Sun" publicou em nota que Michael sofreria de um câncer de pele.
Segundo amigos próximos, Jackson teria dito que tinha a certeza que morreria em breve.
O cantor estava se preparando fisicamente para a turnê com Lou Ferrigno, que viveu o herói "Hulk" em um seriado dos anos 1970. Ele era o personal trainer de Michael. O excesso de treinos já é apontado, pela mídia americana, como um dos prováveis motivos para o infarto.
Carreira
Nascido em 29 de agosto de 1958, Jackson começou a cantar e a dançar aos cinco anos de idade. Tornou-se um fenômeno aos 11, à frente do Jackson 5, onde cantava com seus irmãos.
Mas a consagração veio com a carreira solo. Cinco de seus álbuns de estúdio se tornaram os mais vendidos mundialmente de todos os tempos: "Off the Wall" (1979), "Thriller" (1982), "Bad" (1987), "Dangerous" (1991) e "HIStory: Past, Present and Future – Book I" (1995). "Thriller", inclusive, é até hoje o álbum mais vendido da história.
Michael foi o criador de um estilo totalmente novo de dança, utilizando especialmente os pés. Com suas performances no palco e clipes, Jackson popularizou uma série de complexas técnicas de dança.
No entanto, outros aspectos da sua vida pessoal, como a mudança de sua aparência, principalmente a da cor de pele devido ao vitiligo, geraram controvérsia significante a ponto de prejudicar sua imagem pública.
Em 1993 foi acusado de abuso de crianças, mas a investigação foi arquivada devido a falta de provas e Jackson não foi a tribunal. Depois, casou-se e foi pai de três filhos, todos os quais geraram controvérsia do público. O cantor teve experiências com crises de saúde desde o início dos anos 90 e sofreu também comentários sobre sua situação financeira. Em 2005, Jackson foi julgado e absolvido das alegações de abuso infantil.

5 comentários:

Judith disse...

Gosto das músicas dele.
Ele podia ser problemático e tudo, mas era bom com a música. Pena que ele foi acabar assim. :(

Pelos caminhos da vida. disse...

Adeus Rei do Rock.

Que deus ilumine sua nova caminhada.

beijooo.

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Olá Dione
Não podia deixar de vir aqui comentar o rei do Pop que nos fez dançar tantas vezes ao som da sua música.
Bjs
Ana

Luciana disse...

Olá sou fã do Michael Jackson e não poderia deixar de ler a tua postagem. Gostei muito.Bjs

Rosangila Romanin disse...

Oi Dione! Jamais me desfaço do disco do Michael Trhiller, que me fez pirar nos anos 80. Como me diverti e dançei com as suas músicas...abraços carinhosos!!!