02/06/2009

PASSANDO PELA TERRA

Sempre útil não te esqueceres de que te encontras em estágio educativo na Terra.
Jornadeando nas trilhas da evolução, não é o tempo que passa por ti, mas, inversamente, és a criatura que passa pelo tempo.
Conserva a esperança em teus apetrechos de viagem.
Caminha trabalhando e fazendo o bem que puderes.
Aceita os companheiros do caminho, qual se mostram, sem exigir-lhes a perfeição da qual todos nos vemos ainda muito distantes.
Suporta as falhas do próximo com paciência, reconhecendo que nós, os espíritos ainda vinculados à Terra, não nos achamos isentos de imperfeições.
Levanta os caídos e ampara os que tropecem.
Não te lamentes.
Habitua-te a facear dificuldades e problemas, de ânimo firme, assimilando-lhes o ensino de que se façam portadores.
Não te detenhas no passado, embora o passado deva ser uma lição inesquecível no arquivo da experiência.
Desculpa, sem condições, quaisquer ofensas, sejam quais sejam, para que consigas avançar, estrada afora, livre do mal.
Auxilia aos outros, quanto estiver ao teu alcance, e repete semelhante benefício, tantas vezes quantas isso te for solicitado.
Não te sirvam de estorvo ao trabalho evolutivo as calamidades e provas em que te vejas, já que te reconheces passando pela Terra, a caminho da Vida Maior.
Louva, agradece, abençoa e serve sempre.
E não nos esqueçamos de que as nossas realizações constituem a nossa própria bagagem, onde estivermos, e nem olvidemos que das parcelas detudo aquilo que doamos ou fazemos na Terra, teremos a justa equação na Vida Espiritual.
EMMANUEL

2 comentários:

cymiller disse...

Eu soube, desde a primeira vez que vi seu blog, que vc é uma pessoa especial. Lindo texto, que só pessoas especiais podem dar atenção e compartilhá-lo... Obrigada por colocar á nossa disposição essa linda mensagem! Bjs.

Judith disse...

Pura verdade, amiga. O texto diz tudo. Aff... que tristeza. Parece que a moda de acidentes com aviões veio pra ficar, porque de uns tempos pra cá, é do que mais se tem notícia. :(
Mas, falando de coisas boas, diga-me: marido não fica bravo com sua paixonite pelo moçoilo aniversariante? rsrsrs
Beijos!